Biblioteca Didática

O século XIX foi decisivo na história do violão. O instrumento, que vinha passando por constantes transformações físicas, consolida-se com seis cordas simples. Editoras popularizam a impressão de partituras; o violão conquista cada vez mais adeptos; e, em meio ao efervescente cenário musical da época, uma geração de violonistas brilhantes convive, toca, ensina e escreve para ele obras de alto valor artístico.

Encontra-se, dentre essas obras, um grande número de métodos, estudos, exercícios e lições escritos por nomes hoje consagrados como virtuoses e compositores, tais como Ferdinando Carulli (1770 – 1841), Fernando Sor (1778 – 1839), Mauro Giuliani (1781 – 1829), Dionisio Aguado (1784 – 1849) e Matteo Carcassi (1792 – 1853). Porém, outros violonistas do mesmo modo contribuíram para a pedagogia do instrumento. São notáveis as obras didáticas de Ferdinand Pelzer (1801 – 1860), Antonio Cano (1811 – 1897), Sidney Pattern (1824 – 1895), Luigi Legnani (1790 – 1877), dentre muitos outros.

A partir dessa ampla e diversificada produção, foram selecionadas obras que serão reunidas na série Biblioteca Didática, que terá como missão organizar e publicar em português métodos, estudos, exercícios e lições que, vistos como um todo, formam as bases pedagógicas do instrumento.